Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A FLOR POESIA

          (Dedicada à minha esposa Elvira Azeredo)


Possui o perfume de todas as flores,
Aromas e sabores, vive dentro de mim.
É flor decolores, que atrai beija-flores,
Borboletas e abelhas nos canteiros sem fim.

Acordei para a vida, fiquei bom da ferida
Da dor tão doída, que o destino causou...
Sou agora outro homem, encontrei novas flores
Nos jardins desta vida, nos caminhos de mim.

Acidente ou acaso, os encontros acontecem,
Pela mão do destino, não nos cabe explicar.
A grande verdade é que somos fantoches,
E nos palcos da vida, temos que trabalhar.

E você é meu tudo, no jardim dessa estrada,
Minha flor preferida, companheira estimada.
Mãe dos meus filhos, que também são os seus,
Agradeço dizendo, tudo é obra de Deus.

Conhecer decolores é sentir a natureza,
Na harmonia e nas cores, nos sons
E nos versos, muito além das estrelas,
É viajar no universo, onde tudo é beleza.

              (jorge_gil@brturbo.com.br)
Jorge Gil
Enviado por Jorge Gil em 08/09/2006
Reeditado em 13/04/2007
Código do texto: T235716

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o lin para a obra total.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Gil
Goiânia - Goiás - Brasil, 79 anos
867 textos (45737 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:47)
Jorge Gil