Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÓ, O POETA?

(ao amigo e grande poeta Lucas Candelária)

Nunca se está só, já que, só, resume
Um universo, mil ações... e a mente
Tão clareada por notável lume
Mostra o sentir que é de tanta gente.

Caminha... voa por lugar ignoto!
De um vil presente, num só breve instante,
Volta ao passado, posto que remoto,
No entanto, alegre, bom e quão brilhante!

Com a palavra, que a pessoa ignara
Não utiliza e ainda mais rejeita,
Tu a transformas numa jóia rara.

Tu, ó poeta de totais poderes!
Tu és um mundo que esta vida enfeita.
Só... em teus versos incontáveis seres!
JOÃO OSMAR
Enviado por JOÃO OSMAR em 08/09/2006
Código do texto: T235844
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOÃO OSMAR
Salesópolis - São Paulo - Brasil
87 textos (6398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:04)
JOÃO OSMAR