Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coragem ó Negrinho Real

Coragem ó homem resoluto
E esperançoso que acreditas
Nas tuas elogiáveis inspirações culturais
Mesmo com o rosto frígido de sofrimento
Nestas alvoradas frenéticas ante àquele Castelo


Coragem…

Coragem ó benguelense bairrista
Que a melodia não menos agradável do ondular
Da praia morena te dê a certeza de que és
O que agora por ai se diz…

Coragem…

Ó foragido das tardes vadias
Vindo aqui onde roubas as letras suaves
Oriundas dos cantares das sereias
Deste belíssimo marulhar da praia das ancas

Coragem…

Ó homem que mesmo
Com a viola violada
Por um biltre ainda
Tens os polegares musicados
Pela dor e ardor do  amor

Coragem…

Ó Negrinho Real
Que mesmo tão magrinho es leal
Nesta viagem acústica
Da tua personalidade artística

Coragem ó Negrinho que
Agora te casas com a praia
E já vemos a tua fidelidade
No brilho forte dos seus olhos
De negro sofredor…

Coragem ó homem que
prepara a inesquecível música
Que com heroísmo a escutarei
Nem que morra nessa inspiração poética…

Que a coragem e camaradagem
Sejam sempre seu lema
Para que possas vencer o invencível
espiritual cantar dos anjos
Nkazevy
Enviado por Nkazevy em 11/09/2006
Reeditado em 11/10/2006
Código do texto: T237681
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nkazevy
Benguela - Benguela - Angola, 30 anos
168 textos (11336 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:57)
Nkazevy