Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E o amor?

Desgraçadas mãos que, de novo, se venderam.
Erratas simbioses, de meu ser complexo e sempre insatisfeito.
Procurando por nada, como se assim houvesse o dia mais perfeito:
onde, nada buscando, dar-me por satisfeito é que seria... E o amor?
Ho! meus amigos! que me doam as mãos indefinidamente,
e eu serei – senão contente –, aquele que foi presente, ao grito de seu clamor.

A pergunta põem-se: esperará ele por mim ainda, depois destes anos todos?!

Jorge Humberto
(18/01/05)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 25/01/2005
Código do texto: T2435
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66675 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:21)
Jorge Humberto