Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOLÁTIL ÉTER

VOLÁTIL ÉTER

 

Assim não dá...

Estou bêbado de amor!

Vôo nos céus das gaivotas

À procura d’algum fator

Ou mergulho nas ondas revoltas.

Alguma coisa há

Que me ganhe,

Que me apanhe no ar,

O cheiro da terra,

As algas do mar,

Só sei que assim não dá...

Quase me ferra

A fogo e brasa,

Quase me marca

E arranca minha asa

Na fuga da parca.

Falta-me o ar na boca,

O pensamento ligeiro

E a palavra louca.

Queria estar em todo lugar,

Volátil éter,

Mas assim não dá...

 

Walterbrios

18 de setembro de 2006


para Gaivota
Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 27/09/2006
Reeditado em 28/09/2006
Código do texto: T250738
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:20)
Walter BRios