Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um quase- soneto para uma artista total
(minha singela homenagem à amiga e artista
adilia oya)




Entre pessegueiros, ao pôr-do-sol, surge etérea,
Pois que de longe atua e adentra com amor
Em vidas que à sua volta sentimentos declaram,
Acolhendo-os em eventos de cordialidade com arte

Promovendo saraus, em que pela noite, estrelas
Constelam em poesia...Com mãos de fada
Adorna poemas com requinte que brilha no céu,
Refletindo obras-primas que navegam

Cadentes em mares agitados sob ondas
E chegam à praia fazendo castelos de estilo
Que nos extasiam e nos fazem mais contemplativos

Do pioneirismo de sua galeria, que contemporânea
É uma tela onde tecnologia, talento e sentimento
Transformam-se em magia... por tanta beleza, digo:

- Adília, amiga e artista... M'or és!

elisasantos
Enviado por elisasantos em 07/10/2006
Reeditado em 09/10/2006
Código do texto: T258967
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
elisasantos
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
430 textos (24473 leituras)
1 áudios (91 audições)
4 e-livros (163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:38)
elisasantos