Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PAI QUE FALTA SINTO = TÂNIA AILENE

PAI QUE FALTA SINTO

TÂNIA AILENE

 

Hoje seria seu aniversario de setenta e cinco anos

quanta saudade, do pai amigo, presente, camarada

sempre com sua delicadeza que te fazia diferente

nunca bateu, gritou ou falou mais alto com suas meninas.

Éramos tuas  princesas e assim tratadas

bastava pensar num brinquedo ou numa festa

e lá estava você organizando tudo.

A casa parecia sempre um domingo ou feriado

às vezes te perguntava:

Não cansa de tanta comemoração?

A resposta vinha correndo:

Viver já é por si só um presente.

E por um bom tempo foi seu e nosso

pois vivíamos um conto de fada

onde só existia o bem

e as nossas vontades.

Mas o melhor de tudo você sempre ensinou

que a humildade faz parte da vida,

generosidade é virtude

caráter e respeito fazem parte do ser humano

que nunca devemos julgar ninguém pelo ter

sim o ser.

Quantas vezes pai eu menina levada

merecendo castigo e você me pegava pela mão e dizia:

Mocinha precisamos conversar,

vamos dar uma volta.

Sentávamos na pracinha e tu dizias não vou brigar com você  filha

só quero que entenda não vais ter pai à vida inteira

preciso que você saiba filha estou do teu lado sempre

mas a vida cobra atos e faz sofrer pelos erros.

Nossas tardes de domingo torcendo no maracanã

todos diziam essas meninas sabem mais de futebol

do que do que os próprios jogadores.

Íamos felizes com você, até o dia que um rapaz

Chamou-te de sogro, ali acabou a tarde de jogo, você nada falou

mas no outro domingo quando perguntei; já vamos

a resposta foi rápida.

Não posso expor minhas meninas,

e não me dei conta que cresceram.

Passamos a ver e ouvir em casa juntos.

Acho que ali começou a ver que suas princesas

já eram mocinhas, isso te desesperou.

O meu primeiro namorado você muito amigo disse:

Filha só te peço uma coisa,

procure ser correta com você

 pois posso chorar junto,

mas não posso sofrer por você.

Quando disse que queria me casar que susto hem pai.

Menina você  tão nova com uma vida pela frente

eu dizendo estou amando pela primeira vez

 é isso que eu quero

Você então assinou a papelada toda, eu menor

e me lembro bem das suas palavras:

Se algo não sair como você espera,aqui tem a sua casa e um ombro

pode voltar sozinha ou acompanhada será sempre minha menina.

Não voltei e ainda por cima te dei o maior presente da sua vida

seus netos, quanto orgulho você falava

Deus não me deu filhos homens

Deu-me duas pérolas

agora me abençoa com meus meninos de ouro.

Graças a Deus pai hoje digo o mesmo

eles são tudo que uma mãe quer.

Quantas noites acordadas você  passou brincando,

ou com eles no colo, quanta felicidade.

Ver os meninos crescendo, indo buscar na escola

jogando bola com eles, você foi um grande avô

pena a vida ter tirado tão cedo a tua alegria

em poder aproveitar essa graça pai.

Quanta falta faz nossas conversas

teus conselhos, tua maturidade e experiência.

Hoje é domingo

seria o dia do almoço e festa

você se foi no dia que mais gostava

Dia da sua santa de devoção

Nossa Senhora de Fátima

já se vão quatorze anos.

Pai que falta sinto...

Peço a Deus que de onde esteja

continue a proteger

e abençoar-me livrando de qualquer mal.

Aqui estou com olhos marejados

uma saudade do tamanho do mundo

um nó na garganta e agradecendo pelo pai que tive.

Você  foi um presente

assim como sei que fui tua princesa.

Um conto de fada sempre no seu olhar...

Amei-te, te amo e te amarei para sempre!

Tua filha hoje mulher

com todos os seus princípios preservados

e a meiguice que sempre me ensinou...

Parabéns pai pelo seu aniversario.

Um dia te encontro

para podermos colocar a conversa em dia.

Agora só um sentimento toma conta...

Quanta falta sinto meu pai.

Teu nome pequeno

Ary você foi grande na arte de ser pai.

Um grande abraço e um beijo enorme

da tua menina...

 

8/10/2006

TÂNIA AILENE

RIO DE JANEIRO



Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 08/10/2006
Código do texto: T259707
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30278 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:20)
Tânia Ailene Nua Poesia