Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CEMITÉRIO(Dedicada a meus avós)

No alto do morro
Cercado de arames,
Uma cruz cintilante
Na entrada do jardim.
                  Cruzes por todos os lados
                  Sobre moradas de tijolos.
Por todos os lugares
Corria um vento úmido,
Um vento frio e gelado
Onde repousam os que morreram.
                  Sepulturas...
                  Sepulturas de pobres e ricos.
Túmulos...
Túmulos que são guardiões;
Guardiões de corpos e ossos,
Ossos que viram pó;
Pó que se mistura com a terra,
Na terra que tudo apaga.

Moradas...
Moradas de crianças
           Homens
           Mulheres
Lembranças...
Lembranças que ficam na lápide,
Na lápide que tudo esquece.
                        Soldados...
                        Soldados que se fizeram história
                        Na vida de cada um.
Vida esquecida pela terra,
Vida que continua na eternidade;
Na eternidade com Deus,
Com Deus que é glorioso
E na sua glória surgirá
Para ressuscitar os mortos.
================================================
(FAÇA UMA VISITA NO MEU SITE

http://afonsoecris.ubbihp.com.br

http://massajovem.zip.net
Afonso Silva
Enviado por Afonso Silva em 09/10/2006
Reeditado em 30/12/2006
Código do texto: T260205

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Afonso Silva
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil
402 textos (141733 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:33)
Afonso Silva