Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RENASCEREI DAS TREVAS ...


Graça da Praia das Flechas

Como posso falar de Amor
Se no Inferno agora estou
Meu coração fechado como um Túmulo
Um grande abismo em mim restou.
Traída delinqüentemente
Desagregada
Desarvorada
Desamada
Endemoniada.
Quero me limpar
De lembranças passadas
Paraiso perdido
Por ti esquecido.
Resta em minh'Alma
Somente o frio
O estrume
O azedume.
A dor do tempo naufragado
Das noites acordadas
Que agora sei
Não serviram de nada
Mas,pior que a dor da mulher deixada
É a solidão do homem
Que é covarde
Tem medo de se ferir
E foge sem fazer alarde
Porque reconheceu em mim
A Mulher
A Amada
Por quem em toda tua vida
Teu coração cigano
Buscava.
Vai,vai com o Vento
Em isolamento
Condenado na escuridão
De teu bloqueado coração.
Eu não tenho receio das Trevas
Renascerei em Luz
Que é pura
Ardente
Voltarei a amar
Delirantemente
O homem certo
Desta vez
Eternamente...


Direitos Autorais Reservados ®
*** Campanha pelos Direitos Autorais
na Internet ***
NITERÓI-R J



GRAÇA da PRAIA das FLECHAS
Enviado por GRAÇA da PRAIA das FLECHAS em 21/11/2006
Reeditado em 29/11/2006
Código do texto: T296968

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (não a modificar em nada ,Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
538 textos (132947 leituras)
36 áudios (30833 audições)
1 e-livros (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:43)
GRAÇA da PRAIA das FLECHAS