Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUBENTES ... NEL DE MORAES

Nubentes..


Brisa avivando mansa jubilosa
Baila a poeira na musica tocada
Pelos grãos de areia...

 Vento acariciando a duna sob olhar do mar sereno beijando areia A ornada natureza. A ópera cantava as árvores! No vai e vêm os Galhos das mangabeiras emitindo notas redundantes,
E a duna contentada sonha acor –da-da na alma do vento.
Orquídeas ornaram a alcova, os tijuaçus inebriados
Na volúpia do AMOR exalado no tempo, a tudo assistiam
Faiscavam olhares como diamantes, reluzidos na vegetação
Rasteira, vislumbrando diálogo amoroso. Jazia o silêncio na adormecida Noite, onde a lua cheia emitindo seu fascínio prateava a duna Refletindo seu brilho no horizonte... Guiando os marujos chegando ao porto. Casalaram-se a duna e o vento, abençoados pela mãe natureza... Tempestiva cavalgada, Fatigada contentada na mansidão dos afagos descansa na brisa do dragão alado. Solfejando versos incitando a tempestade, não cessar a erupção o verter lavas do vulcão escalado...


Deth Haak
16/082005


Obs:  O que é dado com minha mão direita ,a esquerda não vê!
só partilho as bênção que me dada ao escrever.Obrigada a todos vocês que inspiram meus versos. A luz de DEUS nunca falha. EU SOU EM MIM É ESSA LUZ!!!
Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 16/08/2005
Código do texto: T42950
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65361 leituras)
50 áudios (9718 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:07)
Deth Haak