Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A NOVA ERA

A NOVA ERA.

Ah! A nova era,
Foi longa a espera,
Enfim chegou.

Eu vim de longe,
Do Pleistoceno.
Eu sou terreno
E aqui estou.

Não digam nada:
A Bomba é minha.
Do tal foguete,
Comprei bilhete...

E vou mais longe,
Não me segure,
Que o capacete,
Não fosse a clava,
Não se inventava
(nem o foguete).

Eu trouxe o “Time”
(pedra lascada),
Não digam nada ,
A idéia é velha.

Na minha andança,
Nessa mudança ,
Na esperança
de melhorar...

Andei correndo,
Rolei no tempo,
Sinto-me velho
A gatinhar...

Sei escrever,
Até somar....

Eu quis a lua,
Já tenho a lua,
Não quero a lua,
Quero o luar.

(“In memorian” ao amigo Eduardo J.Vaughn Castro).
EMILIO CARLOS ALVES
Enviado por EMILIO CARLOS ALVES em 03/10/2005
Código do texto: T55951
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EMILIO CARLOS ALVES
Santos - São Paulo - Brasil, 69 anos
167 textos (52069 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:35)
EMILIO CARLOS ALVES