Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Barbarella

Quando Barbarella chegar
Estarei no final da batalha de domar teus mais doces demônios
Alcovas do éden finito
Moldadas do prana
Que ama
Sairei pelas ruas de peito em brasa esperando a tortura de tanta saudade
Acabar-se
No laço do teu abraço
No sorriso sem alarde

O signo do teu nome ecoando em imaginários ouvidos
Desenho a forma perfeita
Que fere as retinas dos desavisados
E orgasmos envenenados
Em minha corrente sanguínea
O inferno dos poetas
E vontades indiscretas

As costas rasgadas
Manchas de sangue
Lençóis amassados e tão macios
E a lua lá no espaço
Cheia e tão cheia de si
Holofote de tua cavalgada
Observa ruborizada

Tudo o que há de passar
Será o fogo que me queima
Quando Barbarella chegar
Será o fogo que me queima.
Docca Soares
Enviado por Docca Soares em 23/08/2007
Código do texto: T619648

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Docca Soares). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Docca Soares
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
24 textos (922 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 09:26)
Docca Soares