Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pai

Hoje dedico estas palavras
que por muito tempo foram minhas escravas

Segredos que nunca contei
sobre um homem que sempre amei

Dedico elas a você que me criou
e que mais que tudo me amou

Agradeço por toda vez que me fez ver
coisas que não queria compreender

Por toda vez que não veio me amparar
para mais forte eu me tornar

Pelos momentos de paciência
perante minha desobediência

E saiba que se metade do homem que é,
eu conseguir ser

Serei um pai que como poucos outros,
meu filho terá sorte de ter

Foste mais que amigo, que professor
mais que companheiro, que doutor

Foste, é e sempre será meu pai...
Paulo Gomes
Enviado por Paulo Gomes em 27/08/2007
Reeditado em 07/09/2007
Código do texto: T625661
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Gomes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
107 textos (3123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 07:41)
Paulo Gomes