Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Escritoras - Amor explícito

Foram muitos os homens que levei para a cama.
Eles me falavam (ainda falam)
e eu, àvida, sorvia (sorvo)-lhes as letras
que me deram (e dão) gozo.  
Mas, nem um deles me transformou tanto
quantos as mulheres que amei e amo, 
noite após noite, 
nas leituras de suas muitas mulheres
quando escrevem. Cada uma é multipla, 
de muitas facetas...
Só Adélia não me surpreende 
por ser integralmente única, tão Adélia, 
tão cheia da mesma mulher
que habita em todas as outras, 
tão simples  que só poderia ser cozinheira
da vida como foi Cora, a doce doceira, 
servindo na cama os mais variados sabores
para os mais famintos e nus leitores. 
Não há como amar Adélia 
sem se estar completamente desnudado de si mesmo. 


Divina Reis Jatobá
Enviado por Divina Reis Jatobá em 30/08/2007
Reeditado em 07/07/2008
Código do texto: T630131

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Divina Reis Jatobá
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 56 anos
289 textos (39995 leituras)
6 áudios (1220 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 18:49)
Divina Reis Jatobá