Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NINGUÉM PODE FUGIR DE SI MESMO...

NINGUÉM PODE FUGIR DE SI MESMO

 

Se te sentes repleto de saudades

Tormentos mil penetram-te o peito

Escuse-te viver  insanidades

De modo a ser feliz, de qualquer jeito.

 

Não te entregues ao medo, desespero

À solidão, drogas, fugas sem fim.

Coloques em tua vida o tempero

De ser feliz, feliz, mesmo assim.

 

As saudades com cuidado guardadas

Para ti serão eternas... mas suaves

Como brisas d’outono bem sopradas.

 

Aos tormentos, nem dediques frases

Se em ti não encontrarem moradas

Partirão em busca de outros lares!!

                                  Imaculada Catarina

OBS: escrevi para Maria Badalassi e para Fernando Reis Costa

Que fazer se a dor deles é também a minha?


KYRIADALUA
Enviado por KYRIADALUA em 20/09/2007
Código do texto: T660233

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
KYRIADALUA
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
158 textos (61861 leituras)
1 e-livros (25 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 12:54)