Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU PAI

Um anjo torto pousou e me disse certas coisas
Segurou-me para outras
Foi como seme tirasse o fumo, a minha droga, meu punhal
Pôs rumo na minha prosa
Fez a glosa, aparou arestas
Jogou-me pela fresta
Tirou a festa do meu caminho
Pôs-me para quebrar pedras
Aprender tudo no duro da vida
Sem moleza. Sem leveza
Deu-me o martelo e mandou bater duro no muro
Armas obsoletas, fora de uso
Acho que me tirou uns parafusos
Pois me mandou ser honesto
Não me vender e nem vender o meu futuro
Acreditar no que vejo e no que almejo
Disse que todo o resto era confeitaria
Pedrarias, azulejos, igrejas e reis
Botou uma canga nas minhas costas
E mandou-me seguir reto mesmo fazendo o torto
Não prometeu nada
Não me deu argumento
Disse para observar tudo no simples no povo
Olhar no olho
Não dar bola para desgosto demônios insônias
E que eu só saberia o significado de tudo no fim do caminho
Que o esqueceria até certa idade
Aí eu próprio veria se o toque tinha sido absorvido
Se teria valido, sobrevivido.
Somados risos e choros, o que teria sobrado?
O que traria no coração?
Mais mágoas no peito ou mais amor

Esse anjo torto, louco, insano, vadio, fugidio
Fez-me assim nesse caminho
E nem sei se fiz certo.
Só sei que hoje me lembrei dele
Da sua cara.
Sei que tinha bigode. Era alto, Meu exemplo.
Sei também que não o verei mais
Que sou sozinho agora. Eu e a minha dor e esse choro incontível.
 

 


Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 25/09/2007
Reeditado em 25/09/2007
Código do texto: T667419

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1132 textos (33911 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:22)