Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EL CAMINO DE TINOCO

                                                                               JANJÃO
Passos muito calmos
É o tempo que assim quer
Faz refletir sobre cores
Dos seres vivos

A ilusória lentidão
Maqueia o raciocínio
Rápido e preciso
Fruto das pedras da vida

A coerência, tão cobrada
Em momentos passados
Hoje não é mais vigiada
Flui com sensatez

Esta mesma firmeza
Faz largar o vicio
Mas não o viço
Prazeroso do amor

Amou muito e pecou muito
Chorou e fez chorar
Mas tudo intensamente
Cada minuto, segundo

A solidão é valorizada
Não como antes
Quando fazia sofrer
E jorrava sangue

Ah a alegria, é um detonador
De esperança, de sonhos
Faz o rir a toa
Aguçar o olfato

Caminha a passos calmos
A pressa é inimiga do viver
Deixa o paladar das coisas
Com gosto poluído

Não espera a morte chegar
Riscou tão sentimento
De seu caderno
Hoje, o viver não é renascer

É continuar, continuar.........................

dialetico
Enviado por dialetico em 01/10/2007
Código do texto: T675638
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
dialetico
Limeira - São Paulo - Brasil, 55 anos
179 textos (9910 leituras)
8 áudios (326 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 03:25)
dialetico