Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A UM ZEBRÓIDE

     (No dia de sua partida)

Medíocre bacharel, aqui chegado
para dizer e praticar asneiras,
eis que ao Governo deixas sossegado,
livre das tuas magistrais besteiras.

Que bons ventos te levem, desastrado
ministro de bobagens, e, ligeiras
mil rajadas te joguem para lado
bem distante das terras brasileiras!...

Vai-te, zebróide, e vai-te àquela parte!
E, onde fiques, procura, "in-continenti",
o que te apraz e não souberam dar-te.

Pois aqui, por um erro, grande, vasto,
uma PASTA te deram de presente,
quando te deveriam dar um PASTO...

NTT.
Bergamota
Enviado por Bergamota em 08/11/2005
Código do texto: T68948
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bergamota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 121 anos
104 textos (3802 leituras)
4 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:27)
Bergamota