Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS GRANDES BUSTOS DA HUMANIDADE

     Ao Nestor Tangerini

Já viste um busto como é, sem braços?
Já de perfil o viste, professor?
É moldurado em gesso e em poucos traços
mostra-nos logo o seu merecedor,

pois para os bustos vão só os perfeitos,
os que na vida têm muito valor,
os que passaram pelo mundo feitos
de sensibilidade e resplendor!

Os que deram lições à humanidade,
- lições de amor, doçura e gratidão -,
os que pregaram sempre a liberdade
nos seus ensinamentos de emoção!

Os que almejaram sempre, sempre em mente
da vida o ideal, pois, alcançar.
E nós, os homens, muito simplesmente,
tentamos seus perfis emoldurar.

Da mesma forma, Deus, o Creador,
- Já que és perfeito e que não tens senões,
já que és poeta, já que és professor -,
emoldurou-te em vida qual Camões!

E como toda obra divinal,
és uma grande, grande perfeição,
a maior semelhança, - original! -,
do primeiro Camões da geração!...

Mas o mundo hoje em dia está perdido...
Não damos mais valor às grandes obras...
O próprio Deus está tão esquecido...
E os poetas, também, andam às sobras...

À própria perfeição, que tu bem és,
já cometemos erros, erros crassos:
- Tombaram, sem querer, dois "landolés",
e teu "busto" ficou sem um dos braços...

AUTOR: MAURÍCIO MARZULLO
Bergamota
Enviado por Bergamota em 09/11/2005
Código do texto: T69377
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bergamota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 121 anos
104 textos (3806 leituras)
4 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:36)
Bergamota