Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RECANTO DAS LETRAS


Um dia eu entrei neste recanto,
o qual das letras se dizia.
Logo senti estar com problemas.
Percebi que daqui eu não sairia,
pois tudo me envolvia com encanto,
numa floresta de crônicas e poemas.

Vejo flores de poesias sublimes,
cachoeiras de versos, contos, haikais,
pistas de gelo pra dançar e brincar.
Fascinantes cenários, lagos de cisnes.
Paisagens que nunca tinha visto iguais,
me fazendo sonhar e até levitar.

Riachos de cordéis, contos e prosas,
pedras preciosas refletindo esplendor,
som de pássaros e de lindas canções.
De repente surpreendente chuva de rosas.
Textos emocionantes falando de amor.
Apaixonado, danço valsa em ricos salões.

Talentos imensos, humildes e sem fama,
que nos criam acrósticos, frases e sonetos,
num emaranhado de resenhas e até orações,
agradecendo cirandas que nascem n’alma,
no coração de quem expõe seus pensamentos,
em lindas mensagens ou simples redações.

Não importa se profissionais ou amadores.
Uns vem pra denunciar, outros só pra sonhar.
A maioria quer passar paz, sabedoria e amor.
Eu vou dando asas a novas paixões e amores,
pois todos limites para a nossa alma soltar,
já foram determinados pelo nosso Criador !
      SP.  25/10/07
          Fernando Alberto Salinas Couto
Fernando Alberto Couto
Enviado por Fernando Alberto Couto em 25/10/2007
Código do texto: T709120
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Alberto Couto
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 66 anos
1203 textos (54963 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 14:54)
Fernando Alberto Couto