Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os libertários - Para o mestre e amigo Sidnei Cruz

Foi você quem inventou este caminho.
Caminho de flores
Por onde também vieram
A rudeza dos espinhos
E a ira desses homens de pedra
Que não suportam a leveza do ser

Foi você, com o vento nos cabelos
E fogo nas narinas
                      Alma menina
Que nos convidou a voar
E aí, nos demos conta
Que tínhamos asas

Mas o vôo ensaiado
Despertou a fúria
Dos dragões da noite
Que nos prometem
Calabouço e açoite
Só porque, somos leves
E sabemos que a vida é breve
E que a beleza e a imprecisão de um sorriso
É que nos leva ao paraíso
E isso, não tem nada a ver com o poder
Pelo qual os homens matam e morrem.

Descobri, que nosso projeto
Não é deixar escrito o nome
Em avenidas e alamedas
Mas sim, levar aos homens
Um pouco de claridade e ternura
Um pouco de um palco que gira
Com pura alma brasileira

A noite é densa
Há muralhas nos caminhos
E nos esperam em asas
Como gente inimiga
Mas iremos disfarçados
Em trabalho de formiga.
Raimundo Nonato
Enviado por Raimundo Nonato em 26/10/2007
Reeditado em 26/10/2007
Código do texto: T711136

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raimundo Nonato
Teresina - Piauí - Brasil
257 textos (58458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 03:56)