Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Badinerie por Gunther Von Clidows

Busco ser imortal nas palavras
Por que na musica já sou imortal!
Descobri de onde veio a centelha mágica
Que nos liga e faz acender nosso cristal!

A crista do galo que acorda a vida,
E numa bela fantasia de poesia acordo feliz,
E me dá motivos de tirar as roupas lavadas do varal.
Amarelo que nem ouro
É o sol do meu carnaval,
Que de carne vale a vida,
Mesmo quando triste ou quando mal...

Se triste assim encontro Bach num bar,
Listo para Listz o preço das as verdes rendas que Verdi deu à Haendel...
Mas vá... Vá Wagner, justo no momento que Strauss estraga a arte,
A arte da arte de Mozart e de marte...
Enfim, parando de falar sobre negócios,
Nada é melhor no bar do que um chopp com Chopin,
Calma aí que, que o Beto já vem...
Logo quando Beethoven puxa a maçaneta da porta do banheiro de Massenet...
Eita que grande orquestra! De Montserrat e Caballe!!!
Uma brahma com Brahms, ou um cappucino com Puccini?
Ahhhh... Quem paga a conta é Paganini!
E depois agente vai pra roça de Rossine,
Ver os bezerros de ganhou de Bizet...
E lá nos belos campos de Bellini,
Correremos sozinhos eu e você...
Rodrigo Leal
Enviado por Rodrigo Leal em 05/11/2007
Código do texto: T723970

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor como Rodrigo Leal, e link www.fotolog.com/carta_da_arte.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Leal
Manaus - Amazonas - Brasil, 35 anos
44 textos (3214 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 02:12)
Rodrigo Leal