Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHA VENTURA - MINHA PARTICULAR UNIVERSIDADE


Nada melhor
Do que os conselhos de vovó

Lembro de suas histórias
A história familiar
A história de uma gente
Que viveu em um tempo
Que eu ainda não era.

Vovó, com quase cem anos
Era um poço de experiências cumulativas
A velha, grande e soberba árvore dos Maximianos
Que sabia de coisas do fundo do tempo
E eu, com essa mania de ouvinte-cenográfo-figurinista
Ia, a partir de seus relatos, inventariando
Construindo e reinventando lugares e pessoas
   
Minha avó partiu
Para um lugar que eu desconfio ser o supra-mundo
Mas, o seu sorriso, suas lições ecoam em mim
Portanto, se estou vivo, de alguma forma vovó também vive.

Não sei porque, falamos tão pouco de nossos velhos
É como se quiséssemos esquecê-los,
Mantê-los por trás de uma cortina
Para que não incomodem a nossa débil e frágil juventude

É estranho, muito estranho e dolorido
Olharmos a sociedade humana em um plano geral
E percebermos que os sábios, os anciões da tribo
Em sua grande maioria, se não estão nos asilos
Estão exilados no meio de suas próprias famílias.
Raimundo Nonato
Enviado por Raimundo Nonato em 16/11/2007
Código do texto: T739130

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raimundo Nonato
Teresina - Piauí - Brasil
257 textos (58458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 04:17)