Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os novos Heróis

Os Heróis que estão na popular concepção
Não são os que provocam a real reação
O sentido da existência deles, sempre nos é imposto
Mas devido a ilusões, muitas vezes caimos no desgosto

Os verdadeiros heróis não usam capa de proteção
E nem usam uma máscara de fantasia
Todavia usam de palavras, um poder de ação
E de legítima autoridade, nos exercem uma magia

Prefiro muitas vezes o "Zé Brasileiro"
Do que o "Clark Kent" dos americanos
Que não voam, mas fazem loucuras aos fulanos
E laborioso ardor, queimam na injustiça como braseiro

Meus heróis não tem músculos "definidos"
Aliás, são fortes. Mas de alma!
Mas devido a um sociedade fétida são esqueçidos
Mas herói que é herói, mantém a paz e a calma...
Muitos até já morreram
Hoje, muita ingratidão dos que eles fizeram.

Os carinhos, são das armas, o florete
E o seu devotado amor "fanáticos fervorosos"
E num imenso grito, nós dizemos:
Salve, oh mulheres e varões de boa vontade!
Conversai-os incólumes por sua lealdade!
Que vivam iluminados por sua grande mente!

Meus heróis podem até ter passado
E terem vividos bons e velhos ideais
Mas eu obediente, não sou como os demais
Eu sou assim, de velhos ideais sou renovado!
Eduardo Oliveira
Enviado por Eduardo Oliveira em 29/11/2007
Código do texto: T758546

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eduardo Oliveira
Campina Grande - Paraíba - Brasil, 27 anos
123 textos (5884 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/17 11:50)
Eduardo Oliveira