Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Peleia velho Caudilho (Á ti, Grêmio)

Peleia velho Caudilho, peleia...
Mostra a estes, a tua raça campeira!
Pois com 100 anos, ainda estás de bola cheia,
Fazendo novos filhos, neste Brasil sem fronteiras...
~
Peleia velho Caudilho, meu velho Tricolor...
Varzeando do setentrional ao meridional.
Empurrando massas, com o rufar do tambor,
Sendo tu, o primeiro de ranking nacional...
~
Peleia velho Caudilho por teus seguidores!
Por que estes até a pé te seguiram...
Empunhado a nação seus pavilhões tricolores,
Mostrando que neste amor, não existe divisão!
~
Peleia velho Caudilho, e adentra estes campos,
Comanda teus onze, pois por traz deles há milhões...
Como eu, que uma frase ao meu peito estampo,
“Seremos eternamente campeões”...
~
Peleia velho Caudilho, o destino é teu,
E teu caminho e cercado por plenas conquistas...
O Brasil, América, Mundo, o limite é o céu,
Com o azul, desta torcida Gremista...
~
Peleia velho Caudilho, pois tu és eterno!
Eterno como Deus, sendo tu minha religião!
Com você Grêmio, derrubaria as portas do Inferno,
Para chegar ao paraíso, mais uma vez campeão...
Marco Ramos
Enviado por Marco Ramos em 25/11/2005
Código do texto: T76122
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Ramos
Salvador - Bahia - Brasil, 47 anos
242 textos (16663 leituras)
5 áudios (355 audições)
3 e-livros (406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:46)
Marco Ramos