Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÚLTIMA "FALCETA"

     Para Raul Brunini

Esquecendo-me o lar, filhos e esposa,
passei a residir lá no Catete,
guardando, noite e dia, essa raposa
que me fez seu amigo e seu tapete.

E, misto de capacho e fidalguete,
ora mano Gregório, ora outra cousa,
fui, por meu amo (fino velhaquete),
a mão que sempre no punhal repousa.

Mais eis que em tal vigia adulatória,
para a prisão me levam, de homicida,
no primeiro fracasso em minha história...

E ele se parte, e deixa, sem socorro,
a quem matava pela sua vida
- e lambia-lhe os pés como cachorro...

                        Gregório Infortunato

AUTOR: NESTOR TANGERINI, BERGAMOTA.
Bergamota
Enviado por Bergamota em 26/11/2005
Código do texto: T76528
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bergamota
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 121 anos
104 textos (3804 leituras)
4 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:23)
Bergamota