Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INADEQUAÇÃO DE UM MALUCO BELEZA



De um fato, eu tenho certeza,
Não pertencia a este mundo
Vivia assim, meio perdido,
Sem saber muito bem a medida
De um viver mais profundo.

Seus atos muitas e muitas vezes
Não condiziam com a realidade.
Pensava, agia  com naturalidade,
Mas não era normalidade!
Era  mais um caso de inadequação

Não! Não estava solito no universo.
Havia outros que se pareciam com Raul!
Bem mais fácil era de se encontrar
Procurando em nuvens de céu azul
Lá estavam a guitarras tocar.

Ser normal traduz-se por ação sem efeito
Contrariando da Física o rígido jargão:
“De mesmo efeito e sentido contrário,
A toda ação corresponde uma reação “.
Negava mil vezes este imaginário!

Era  maluco, doido, enlouquecido...
Desenhava olhos na chuva e no vento.
Pintava sóis em preto e branco, só de ida...
E na volta, exigia tê-los em arco-íris,
A dar a si, todo seu provento!

Ah! Este cosmos... Correto, regrado,
Como no Cálculo, dois e dois são quatro!
Raulzito  como louco, alucinado...Brincava...
Dois mais dois para ele não combinava!
Ele  navegava...Viajava... E muito sentia...

Buscava no lume fluorescente das estrelas,
Uma fuga literal ao seu desajuste.
Só os poetas conseguiam sabê-las
Como fruto supremo da inconstância.
Assumia...Confirmava...Custasse o que custasse!

Era  louco voraz e maluco capaz!
seu genoma não foi ainda descoberto,
Fazia versos sem muito sentido
Ignorava a métrica...Deixava tudo em aberto
Não buscava nada que fosse finito!

Quintana...Vinícius...Garret...Pessoa
Grandes gênios das palavras universais.
Einstein...Van Gogh...Beethoven...Que loa!
Malucos belezas...Tornaram-se imortais.
Como eles, também era “louco”, com certeza!


08/12/2005
Denise Severgnini
Novo Hamburgo/RS
http://desenisesevergnini.multiply.com
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 08/12/2005
Código do texto: T82706

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916769 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:01)
Denise Severgnini