Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Cientista

Cientista

Às vezes penso que ninguém
Lhes dá o devido valor
Àqueles que com distinção e calor
Fazem guerra contra o mal pior
O “tumor”
Estudam, confabulam, lutam
Uf!! Tanto labor!!!

Enquanto outros, corrompem,
Destroem
Incendeiam e revolvem
Atrocidades,maldades, crueldades
Surge um pacifista
O anônimo, curioso
E incansável cientista.

Entre nomes estranhos e
Fórmulas curiosas
Substâncias são selecionadas
Códigos isolador
Na esperança de mudar
Destinos traçados
Com suas experiências
Maravilhosas

Derrubam barreiras,
Obstáculos vetustos
Levantam esperanças
Em situações derradeiras
Trabalham com afinco
Além da conquista pessoal
Para exterminar em definitivo
Com este mal fatal

Quando o mundo vem
A conhecer seu brilho
Muitos invejam-lhes
O verdadeiro fulgor
Porque ignorantes de tudo,
Carentes de amor
Nãos abem que a
Ciência é como um vinho.

Aqueles que amam e
Perseguem ela inebria
Aquelas que a desafiam
E lutam ela seduz
Como os ébrios não sabem
De onde vem a luz
É melhor deixar aos cientistas
Lutar contra o mal que
Ainda se reproduz



Aradia Rhianon
Enviado por Aradia Rhianon em 20/12/2005
Código do texto: T88628

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aradia Rhianon
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1208 textos (87693 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:39)