Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIMIAR... A Francisco Coimbra...


Limiar...

Peregrinando lentos passos, alamedas luminosas
a buscar incessantemente , virtudes preciosas
No limiar do novo ano! A pena libando na taça
Constância poemas, desguedelharem ventanias...


Embriagado bardo! Sentidos mergulhar ilhas
Da alma que voa.Trilhando carbonos, a caça
De tesouros. Penetrando as cavernas de rubis...
Metáforas do existir chispando corpos causais...

Na plenitude simbolizada, sonhando prosperidade
Tramando deslumbramentos, mestres desvendando
Incógnito.Reflexos semânticos no profundo oceano.
Celebrando vida tenaz, neológico resignar densidade...

Rotulada colisão, subjugando círculo dos senhores
 Da vida e morte. Saudando o terapeuta do planeta!
Compartilhando os ângulos do amor, na generosa
Abóbada sideral. Diamantes cimalhas de penhores...

Em braçadas competitivas , versus o vento, a decolar
Sem longe sem distâncias, senso no letargo existir
Despertar nas claves do silêncio, na taça –chave elixir
Aspirando dos versos as linhas , ao te morder poesia!



Deth Haak
28/12/2005


A Francisco Coimbra pelo ensinamento.

Ao mestre com carinho, minha tese
Só tenho a agradecer, escrever é meu
Aprendizado, muito obrigada a você...
Feliz Ano Novo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Beijos poéticos morrendo do prazer. Deth Haak

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 28/12/2005
Código do texto: T91356
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65345 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:42)
Deth Haak