Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

S. , Estarei Sempre Te Observando

Pensas Que Me Abate?
Sonhas Com Minha Ruína?
Eu Apenas Te Digo
Teu Corpo Fechado Não Trará Frutos
Não Chores Ao Fogo
Não Se Desintegre Ao Nada
Não Queime Em Gelo
Nem Grite Na Sala Escura
Quanta For Minha Dor
Por Infinita Será A Tua
Não Fuja

Quem Ousara Tentar?
Quem Ousara Gritar?
Quem Ousara Viver?
Pergunta Meu Ego
Não Abalado
Mas Vingativo
Muito Vingativo
E Ele Plantou A Semente Da Dor
No Jardim De Teu Âmago

Palavras Soltas
Idéias Ao Vento
Imbecil, Medíocre, Fútil?
Que Pensas Que És?
Ri o Demônio...
Não És Nada
Tola Misturada À Luz Branca
Não A Bondosa
Mas A que cega
A Que Corta
A Que Mutila
A Que Se Enfurece

Pego O Livro
Recito O Cântico Do Ritual
Não Tens Como Fugir
Não Tens Como Repelir
Sua Alma Está Vulnerável

Fuja!Fuja!
Tente Se Esconder!
Mas Sempre Olhe Para Baixo
Talvez Seu Corpo Já Não Esteja Mais Lá...

E Assim Ri O Demônio
E Assim Ri O Meu Ego
As Palavras Foram Soltas

Não Há Motivos Para Ser
Não Há Motivos Para Estar
Não Há Escapatória
Bem Vindo Ao Meu Mundo!

Kleiner Teufel
Enviado por Kleiner Teufel em 14/01/2006
Código do texto: T98884

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kleiner Teufel
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
27 textos (2194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:32)
Kleiner Teufel