Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TSURUS  

Incentivar a Paz
é uma das formas de plasmar
etéreas são as projeções

Se desfazer de arranjos
queimar símbolos de renovação
é discutir com o fluxo dos rios...

Por trás de toda ilusão
há um rastro de Verdade
uma voz a menos é grito de guerra

Tarde de verão
flores secam no jardim
com xixi de cães

No aprendizado diuturno
após a destruição
a visão da reconstrução dos ninhos
replantações 
nas dobraduras de papel...

Vida
que mantem a chama 
e as sementes vivas 
derrubando a voz das armas
na luz da Esperança
Novos movimentos
- Mais Solidariedade
nas ruas e nas fronteiras

O não aceitar dos gestos 'simples'
em favor da reconstrução
fornece exemplos da falta de manejo
de se lidar com a dor 
PAZ é arrimo

A palavra Paz morre sem o sonho 
deixem voar os Tsurus
que todos Tsurus possam voar...

Rosangela_Aliberti
São Paulo, 29.I.06
Foto dos origamis de 'Tsurus'
Desconheço a fonte
 

Midi: Xixi nas estrelas -
Guilherme Arantes e Paulo Leminski


_________________________

Sadako Sasaki
Desconheço a autoria



Quando lançaram a bomba atômica em Hiroshima, Sadako Sasaki estava para completar dois anos. Aparentemente ilesa, escapou com a mãe e o 
irmão mais velho. Na fuga, foram encharcados pela chuva preta radioativa que caiu ao longo do dia. 
Até a idade de doze anos, Sadako aparentava estar normal, uma menina saudável. 
Estudava e brincava como outras crianças e uma das coisas que mais 
gostava era correr. 
Destacava-se nas corridas do colégio, quando de repente, começou a 
sentir tonturas. Não disse a ninguém, achou que poderia ser um desgaste provocado pelo exercício.
 
Certa manhã, ela sentiu-se tão mal que caiu e ficou estendida no chão.
Levaram-na para um hospital da Cruz Vermelha. Sadako estava com 
leucemia, o câncer do sangue, agora chamado "doença da bomba atômica". 

Outras crianças de Hiroshima começaram a apresentar os mesmos
sintomas decorrente da radiação recebida pela descarga da bomba. 
Quase todos morriam e Sadako ficou assustada, pois não queria morrer. 
Sua melhor amiga, em uma visita ao hospital, contou-lhe da lenda dos pássaros, e fez uma dobradura representando um tsuru. 
Sadako resolveu fazer os mil tsurus.
Sem ficar zangada ou entregar-se, prosseguia lentamente dobrando.
Sadako disse dos tsurus: "Eu escreverei paz em suas asas e você voará o mundo inteiro." Enfraquecida, Sadako não teve força para dobrar os mil pássaros, em 25 de Outubro de 1955, rodeada por sua família, ela montou seu último tsuru e dormiu placidamente pela última vez. 

Todos estavam admirados com sua determinação e paciência.

Seus colegas de classe dobraram os pássaros que faltavam para que fossem enterrados com ela. 

MONUMENTO DAS CRIANÇAS À PAZ

Sadako deixou muitas saudades em seus colegas, que tristes e sensibilizados, queriam poder fazer alguma coisa, por ela e por tantas outras crianças.
Resolveram formar um clube, e iniciaram uma campanha para construir
um monumento em sua memória e de todas as crianças feridas ou 
mortas pelo efeito da bomba.
Alunos de 3100 escolas japonesas e de 9 outros países, fizeram 
doações. 

(Pesquisa do material recolhida da net)

______________________________________________________

"Ninguém tem o direito de destruir a crença de outra pessoa por exigir evidência empírica." (Ann Landers)
 

*

Sugestões de vídeos:
Tsuru Tutorial I
http://www.youtube.com/watch?v=rT8vwm8R_RU

Origami Tutorial II
http://www.youtube.com/watch?v=EzqDrl-4XYM

 

Rosangela Aliberti
Enviado por Rosangela Aliberti em 29/01/2006
Reeditado em 06/11/2007
Código do texto: T105775

Áudio
Tsurus - Rosangela Aliberti
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosangela Aliberti
Atibaia - São Paulo - Brasil
345 textos (1552221 leituras)
33 áudios (64200 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:11)
Rosangela Aliberti

Site do Escritor