Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINOS DO MUNDO QUE SE CALAM


 
- Zelisa Camargo -
Meninos do mundo que se calam
diante a sonoridade dos cantos
dos brilhos que resplandecem
das vitrines cheias de ilusão
de sonhos que nunca podem ser realizados.
 
Mininos de coração em pranto
por nada possuírem
somente a tua nudez,
 o desamor e o esquecimento do dever
que a maior criança nos ensinou
a amar incondicionalmente.
 
Nessa data que deveria ser uma comemoração de amor,
de doação de si,
muito deixamos a desejar,
e negamos nosso sangue
herdado pelo maior dessa humanidade
que um dia veio para mostrar o caminho da verdade
do amor, mas a ganância e o poder dissipou essa lição
deixada pelo nosso grande irmão.
 
Como cantar o hino da paz
se dentro de cada coração ainda impera o egoíco
e por um momento são levados a alguns
um prato de comida
um presente para uma criança
como a dizer::
eu sou humano e enxergo o que caminha ao  meu lado,
mas depois tudo passa para o esquecimento
e as crianças continuam nas sarjetas da vida
chorando e lutando por sua sobrevivência
entregando-se ao caminho da violência
da perdição
das drogas que o detonarão cada dia mais a sua
hombridade.
 
E onde fica o Menino que um dia nasceu
para nos mostrar de amor ...
Também jogado nas sarjetas a proteger
com teu amor e calor
pois tua Energia ainda impera nesse planeta.
 
Pena que ninguém o percebe
e ainda o vê como um simples peregrino do nada
e não percebem a tua luz.
E
No esquecimento  muitos  ainda ignoram
o verdadeiro sentido da palavra
Natal e amor.
UM ABRAÇO CARINHOSO
A TODAS AS CRIANÇAS REJEITADAS
DESSE IMENSO BRASIL
ZEL
Enviado por ZEL em 05/01/2005
Código do texto: T1161
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33903 leituras)
8 e-livros (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/16 10:57)
ZEL