Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentença de Amor

Fizeste-me uma erva solitária esquecida na ilha restrita,
onde meus olhos devoram a esperança no infinito do sumir,
a esperança viajante, passageira, casual  que me deserta
sonhos abortados na semente,  deixando a alma sucumbir!

Longe ficaram os jardins, oh tão longe da florescência,
desde que tu Felicidade imortal, entregue me deixaste
ao tédio pessimista , com o  brilho de lágrima ilusória
rolando em meu rosto melancólico, sulcado e errante!

Após a ruptura, que a minh’alma filha acorde mudamente,
rebentando em roseiral perene, aspirando o céu orvalhado
nas terras prometidas e mereça se eternizar meste mundo!

Se merecedora,  se concedido este último desejo, Senhor,
da Felicidade não serei despedida, apenas o eterno beijo
irá selar a sentença celestial, condenando-me ao AMOR!

Santos-SP-13/03/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 14/03/2006
Código do texto: T122863
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:44)
Inês Marucci