Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cavando o Infinito

Com candeia do sonho,  desce sem susto
explorando tantos pélagos indecifráveis,
siga serenando as lamúrias implacáveis,
que soluçam na alma doída longo grito!

Continua  cavando o  infinito profundo,
vá  peregrino, transformar-se no mundo
aberto sem nunca desviar-se dos anseios
que se esparramam em infinitos floreios!

No entanto, erga sua lâmpada do sonho,
quando encarar algum  atalho tristonho,
siga seu guia de luz até chegar ao porto,
pois só a candeia acesa oferece conforto!

Anjos celestes inflam suas asas de vela,
tão cavadoras do eterno florescimento,
florescendo novo o íntimo pensamento,
para fecundar um roseiral que se revela!

Cave no abismo, deflore o infinito etéreo,
se tem lágrimas, segue adiante soluçando,
pois verá imerso nas neblinas do mistério,
deslumbrante o canteiro flóreo juncando!

Santos-SP-16/03/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 16/03/2006
Código do texto: T123809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:08)
Inês Marucci