Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberdade

A palavra mais bela
que já li,
ou escrevi
digo-o com espontaneidade
-Foi-me dada pelos sentidos
e essa palavra é:

Liberdade

Quando se cria um filho
Dasse-lhe tudo de nós,
amor,
carinho e
humanidade
sem referir o mais importante
porque está lá sempre, é a base

Liberdade

No fim de uma guerra
entre as ruínas
e o enorme arrependimento da destruição
há que saber o que ganhámos
entre as lágrimas e a mortandade
temos a obrigação pelos nossos
de ter ganho a

Liberdade

Uma vez por outra,
tenho o defeito de cantar
e o pior... de fazer canções
com toda a alma
e com a voz da interioridade
Grito versos e rimas incertos a ela
e sobretudo graças a ela à

Liberdade

Para nós próprios
para os outros
para bem da nossa própria verdade
devemos seguir o mandamento mais bonito
o da

Liberdade

Quando se ama,
há sempre uma entrega,
dedicação sem tamanho,
horas sem horas na intimidade.
Há coisas demasiado belas
que só o são
quando existe

Liberdade!

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 16/04/2006
Código do texto: T139964

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5077 textos (170353 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:05)
Miguel Patrício Gomes