Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A cor de uma lágrima

Sou a cor da lágrima do negro que chora todos os preconceitos e rejeições, transparente e quente a lágrima do menino que chora de fome, nas ruelas da vida, em sinaleiras, também estou lá, sou a lágrima que rola da face sem eira e nem beira.
Em corpos caídos pelas guerras vencidos, sou a lágrima que derrama a mãe que chora a morte do ente querido, na face do adolescente sou a lágrima de emoção do primeiro amor.
A cor de uma lágrima multicolorida, de nações e etnias diferentes, se faz presente em cada coração que pulsa, e sente todos os anseios e angustias.
Sou a cor da lágrima de traição que destruiu uma nação, estava na fila do Holocausto, Auschwitz em 1940, em corpos desnudos enfileirados para sua sentença de morte, de frente a frente com a face do horror.
Sou a lágrima do prisioneiro, na sua solidão obscura, onde sua mente é sua própria sentença.
Na lágrima de tristeza, onde vidas são perdidas por alguns trocados, o valor da vida em algumas mentes dementes perdeu o sentido.
Que os povos experimente o gosto de uma lágrima de paz e amor diante de tantos exemplos que destruíram nações.
 
 
 
Escrito
01.08.2005


Por Águida Hettwer
Águida Hettwer
Enviado por Águida Hettwer em 11/05/2006
Código do texto: T154239

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Águida Hettwer
Sapiranga - Rio Grande do Sul - Brasil, 42 anos
1258 textos (116352 leituras)
15 áudios (2138 audições)
6 e-livros (2257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:34)
Águida Hettwer

Site do Escritor