Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balada das Horas Passadas

Tem tempo,
Não procura mais...
É dia d,
Não é o fim...

Quem é capaz
De achar amor
Em outra coisa
Que não seja
Boa de se olhar?

Perdoa,
Eu fiz porque
Não pude
Perceber
Você querendo,
E me dizendo:
- Vem me amar...

Tem tempo
Que eu não sei
O que é sonhar...

É dia de ficar
Em casa:
- Relaxa e deita um pouco
No sofá...
- Toma um chá...

Abre na página
Marcada
Com uma
Dobra...

Sobra tempo
Para quem
Não sabe o que é
Se entregar...

Não havia paz
Onde agora
Há só silêncio
E nada mais.

10 de Julho de 2006
Teco Sodré
Enviado por Teco Sodré em 10/07/2006
Código do texto: T191313

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Teco Sodré
Salvador - Bahia - Brasil, 38 anos
274 textos (12537 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:17)
Teco Sodré