Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aleluia

Aleluia!

Oh alma minha chorosa! Do paraíso lembra,
d’outras amplidões extensas onde sonhava,
também lamenta eras que vibrou na sombra
sonhando cismava e divagando conjeturava!

Seguiu eternos atalaias, delírios de sempre,
pelas praias desertas, diuturnamente praias,
abrangendo de toda a Terra as fundas raias,
jamais porém rechaçou a fé que tudo supre!

Pecadora errante, segue errando tal sereias
 transformadas na maré furiosa, que a beleza
levanta e desmorona nas indefinidas areias,
tomba tudo que é falso e a verdade diviniza!

Marcha em bandos forasteiros do destino,
tudo penetrando e se impregnando d’arte,
e do candoroso Mistério e seu dom sereno,
resgatando da lama o que crê nobremente!

Partiu certo dia do porto das curiosidades
e do seu singular  se ampliou nas buscas,
rasgando imensidades,as ditas claridades,
a inventar amor nas demais almas ariscas!

Pouco a pouco foi se escravizando ao bem,
gerador dos Sentimentos sublimes e puros.
Vagueia’inda no sulco da Luz rara que vem
trazendo de céu em céu os cativantes coros!

Aleluia,Alma das Almas!Aleluia, Natureza!
Flori est'alma flórea alvos encantamentos,
comovida co’as grandes rosas da grandeza.
Aleluia Ânsias, escoadas dentre os ventos!

Santos-SP-06/09/2006

Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 06/09/2006
Código do texto: T234414
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:55)
Inês Marucci