Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A PAZ

Ela não pode ser ofuscada
O clamor do ódio não terá contra partida
Pois ficará preso nas vozes dos incautos
Isso acontecendo haverá sobre-vida

Os algozes sempre estão de plantão
Para punir toda a ação que venha do coração
A paz não está muito distante
Basta fazermos um esforço constante

Sem deixar o medo e ódio invadirem nossa alma
Que não passem a habitar em nossos entes.
A covardia e desamor são unidos
E mostram toda face oculta das mentes

Não! Não vá embora minha paz.
Você não irá sucumbir
Se você minha paz, se acabar
Pergunto eu: O que vou fazer aqui?
Zedio Alvarez
Enviado por Zedio Alvarez em 07/09/2006
Reeditado em 20/10/2008
Código do texto: T234477
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zedio Alvarez
Petrolina - Pernambuco - Brasil, 59 anos
3324 textos (117348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:54)
Zedio Alvarez