Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida

Seja aquele resto fresco de nuvem florindo,
que atrás de si arraste todos os belos céus,
de paz e glória todos seus sulcos inchando
e suas mãos a canção de duas aves voando
longe se percam, desnudando os seus véus!

Seja o bom silêncio entranhado nas palavras,
com a cálida doçura de mãos incandescentes,
paralisando a santidade das horas em fevras
a vencerem cada fadiga e látegos iminentes!

Seja a candorosa chama do infindo incêndio
nas íngremes montanhas do tempo sumindo
e no rastro dos incensos odorantes, o inicio
da melodia silenciosa e imortal florescendo!

Seja a pá bendita que novos atalhos irão abrir
pelas rudes mãos humanas tateada e labutada;
terna esperança seja, nutrindo a alma a sorrir
e desate os nós que limitam às trevas a lida!

Seja o calçado que nossos pés transportarão
aos caminhos da justiça e regozijo a vencer,
ao toque de sinos d’água brandando emoção
ante o suor e o perfume num rosal a crescer!

Santos-SP-25/10/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 25/10/2006
Código do texto: T273365
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:58)
Inês Marucci