Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Novamente Francisco

A roda da vida nos traz tanta surpresa...
Andei nela, anos a fio, sem certeza alguma.
Um dia, uma parada, alguém desceu... Que tristeza!
E eu parti a chorar no meio da bruma.
Aí... Achei um velho amigo, “O Pobre”,
De uma riqueza sem tamanho, na alma!
Deu-me guarida em sua casa nobre,
A Natureza, onde vive em perfeita calma.
Limpou a dor que tinha no meu peito
E sempre vou visitá-lo em algum recanto
Ainda há pouco, fui para ver o leito,
De um rio cheio de amor e encanto.
Virei a esquina do mundo
E caí num paraíso pleno
De liberdade, paz e amor profundo.
Entendi que aquele ambiente ameno,
Só podia ser a casa de Francisco.
Ele que serviu a Deus humildemente,
Deu-me sua paz; não corro qualquer risco.
E agora esta certeza no meu peito ardente,
Faz-me compreender, com toda gratidão,
Que ele vai mostrando pacientemente
O que Deus lhe emprestou: Sua Sublime Mansão!


Voltando do esplendor da Serra da Mantiqueira



Pássaro Feliz
Enviado por Pássaro Feliz em 07/11/2006
Reeditado em 30/04/2008
Código do texto: T285149
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pássaro Feliz
Barbacena - Minas Gerais - Brasil
127 textos (10560 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:23)
Pássaro Feliz

Site do Escritor