Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Do Peitoril da janela... Redenção


Ó Meu Deus,
Estou debaixo dos seus olhos
e pensei que fosse perseguição,
que fosse vigília de minha vida.
Eu estava cego,
dando minhas costas para a luz.
Ó Meu Deus,
agora que sei a verdade,
que tudo isso era proteção,
proteja-me em suas asas,
me dê sombra e abrigo.
Não quero parecer intelectual,
já que diante de ti sou pó.
Mas passo por tantas tribulações,
e me perguntei: Quem vai me salvar?
Por que tanto corri para a escuridão com Sua palavra em minhas mãos?
Nunca mais vou provar desta vergonha,
que me entregou a erros malditos.
Ó Meu Deus.
Todas as conclusões que cheguei são de que estou sendo protegido.
E o mal, por que insiste em nos desencaminhar?
Nos faz sentir culpados, sem saber para onde ir.
Não quero mais andar no meu orgulho, nem olhar mais para as filosofias desse sistema decadente.
Eu sei aonde está a única verdade,
e quem realmente pode ensiná-la.
Ó Meu Deus,
guie meus passos,
segure minha mão.
Eu não quero mais pisar em chão falso,
nem acreditar em falsas doutrinas,
cheias de orgulho e ganância.
Minhas emoções explodem,
retornam a ser como antes,
como se eu me restaurasse,
me restabelecesse.
Depois de tanto bater a cabeça, acho que agora sei por onde caminhar.
Indecisão me possuía,
querendo me fazer cair,
mas eu achei ser mais forte,
porém achei ser por mim mesmo,
escondendo-me na mentira,
sem perceber que minha força não era minha,
e sim, uma dádiva concedida.
Ó Meu Deus,
parei com quem eu costumava ser,
tomei outro caminho,
me conduzo por outro rumo.
E não quero regredir... Ó regressão!
E quem pode me dizer qual a estrada?
Quem pode me dizer para segui-la sem temer?
Ó Meu Deus,
não me deixe ter medo de quem sou
nem que tenhamos medo de quem somos.
O mundo me esmaga me comprime,
mas não o suficiente que eu não possa seguir.
Porque o que me pertence, não é só meu,
é também de quem tem os olhos abertos e conseguiu
enxergar aonde está o futuro.
Material? Não precisamos nos preocupar com o pão de cada dia.
Por onde anda nossa mente?
Vagueando nos arredores da humanidade? Sendo poluída por falsos ensinos?
Se estivermos furiosos demais, talvez nunca cheguemos a entender.
E se vivermos separados, talvez nunca possamos nos apoiar.
Se acharmos que estamos sozinhos,
estejamos certos de que isso não é verdade.
Ó Meu Deus,
aonde estive? Por favor, preste atenção em aonde estou,
e me ajude a saber aonde estarei.
Refiz meu coração e meu espírito.
Não quero só falar, quero agir em harmonia com minha palavra
para não ter de ficar novamente de costas para a luz.
Ó Meu Deus,
vejo tantos caminhando na direção errada!
O que fazer? Como salvá-los?
Cheios de boas intenções, confiantes em suas crenças,
pensando que se salvarão debaixo do nome de suas religiões,
porém perdidos em desentendimentos.
Uma oportunidade. Só uma oportunidade para que abram os olhos.
Mas já que estou protegido,
me ajude a proteger.
O mal tem caminhos diferentes, mas todos levam à destruição... em nome do prazer. Será que estou imune à suas armadilhas?
Espero que sim.
Por que tanto dormi e esqueci da verdadeira vida?
Vou fazer minha perspectiva continuar.
Vou caminhar e vou chegar.
E eu sei, e conto com Sua ajuda.
O que preciso? Nada material!
Eu quero sabedoria,
para poder andar na trilha da luz
sem as tentações do mal.
29/05/03

Manoel Aguiar
Enviado por Manoel Aguiar em 26/11/2006
Código do texto: T302119
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel Aguiar
Praia Grande - São Paulo - Brasil, 29 anos
21 textos (361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:11)
Manoel Aguiar