Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acerto


(dueto com uma fada/poetisa)


Ao romper o silêncio me exponho
Não sou mais eu, sou fermento!
Uso meus pés piso meu chão
Quero flores que plantei rego canteiros
Regurgito esperanças alimentando sonhos!
 
Sou dor, ferida aberta exposta
É dela meu grito, meu brado de alerta!
Não fecho portões o mundo é meu teto
Levanto as estátuas dou-lhe vida e santuários
Sou Vida e meu desafio é vencer a Morte!
 
O que seria de mim com esse grito preso
A raiva, a dor, a agonia, a doença?...
Recarrego minha fé acendendo meu credo
Enterro velhas mágoas ergo minhas asas
Farei novos pactos com o Senhor a quem rezo!
 
Serei orgulhoso soldado na luz desse horizonte
Erradicarei torturas escarnecerei a dor
Palmilharei caminhos de lúcida razão
Dissiparei sombras descruzarei braços
Enchendo  açudes, saciarei sedes, serei fonte!

Marilú Santana/05/07/2005
Marilu Santana
Enviado por Marilu Santana em 05/09/2005
Código do texto: T47891
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marilu Santana
Paulista - Pernambuco - Brasil
204 textos (37058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:18)
Marilu Santana