Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ONDAS BRANCAS

Docemente a me procurar
Nos lugares onde me lançava
Por entre camadas de algodão
Quando balançadas ao vento.

Saudades daqueles tempos
Menino em que tudo podia
Sem pesar responsabilidades
Pelos mais variados gracejos.

Os pés descalços sujos
Correndo pelas ruelas
De chão batido vermelho
Levantando a fina poeira.

Avidamente enlouquecido
Nas pequenas e grandes goiabeiras
Essas vítimas alegres da infantilidade
Extremamente aflorada na pele.

Com uma fascinação única
Em terna e serena paixão
Daquelas ondas brancas
Rumando para o imenso horizonte.

Ao cair da densa noite
Naquele imponente casebre
Me sendo o melhor dos lares
Iria recompor minhas forças.

Minhas forças em Ondas Brancas.
Julio Alves Filho
Enviado por Julio Alves Filho em 18/01/2006
Reeditado em 18/01/2006
Código do texto: T100556

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Julio Alves Filho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julio Alves Filho
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
233 textos (13519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:52)
Julio Alves Filho