Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Primavera


É primavera. É tardinha
As flores brotam do chão
No céu uma nuvem branquinha
Macia. De algodão

Tenho você ao meu lado
Passeamos por entre jardins
São meus os teus lábios
Teu olhar só existe pra mim

Há tanta alegria e beleza
Em nossos corações vibrantes
Que até a natureza
Sente inveja dos amantes

As árvores perdem as cores
As suas folhas desbotam
Da terra que sente dores
As flores já não mais brotam

E aquela nuvem macia
Agora, esse monstro cinzento
Muda em noite o dia
Me arranca um gemido, um lamento

Quando sua fúria chega ao fim
Já é findo esse triste dia
Você foi levada de mim
Foi-me tirada a alegria

Restou-me apenas lembrar-te
Já que não consigo ter-te
Minha boca não pode beijar-te
Meus olhos não podem ver-te

E assim sigo sofrendo
Tua ausência me maltrata
Pareço estar morrendo
De tanto sentir tua falta

E o que me mantém vivente
É alimentar essa quimera
De ter você outra vez e novamente
Na próxima primavera

Flávio Sant'Ana Lopes
05/08/2005
Flávio Sant Ana Lopes
Enviado por Flávio Sant Ana Lopes em 25/01/2006
Código do texto: T103660
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Flávio Sant Ana Lopes
Vilhena - Rondônia - Brasil, 44 anos
45 textos (2566 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:09)
Flávio Sant Ana Lopes