Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA TURMA DE SALA DE AULA - 1.113 - DIREITO -FBCJ - (RJ)




No despontar deste robusto verso,
Saindo da alma dum poeta,
Quero entregar as brilhantes pérolas,
A gran turma mil cento e treze.

Que neste triunfante e fértil quarteto,
Congratulo a celsa representante,
Maria Aparecida com este soneto,
Sendo a máxima da sala de aula.

Minha turma mil cento e treze,
És a flor mais rara do universo,
É a flor mais bela do jardim,
Ajudando o poeta maranhense.

Cantada e ilustrada nestes versos,
Entregando ao poeta de Caxias,
Alegrias para compor estes versos.

Não esquecerei jamais dos meus amigos,
Com sorrisos largos e tão brilhantes,
Ali sentado à frente ele mergulhava em risos,
O meu amigo Protógenes Pinheiro Queiroz.

Calado, e com ideias modernistas,
Lançava na sala de aula seus pensamentos,
Não te preocupes grande grego,
Um dia o teu nome estará nos jornais,
Eu poeta, ficarei no meu eterno silencio,
Navegando na obscuridade que viajo.

A deusa Aparecida é mesmo toda galante,
Deu-me uma luz prateada em cores,
Reluzindo em toda a turma a gratidão,
Dos laços entre todos os colegas.





ERASMO SHALLKYTTON
Enviado por ERASMO SHALLKYTTON em 28/01/2006
Reeditado em 30/09/2011
Código do texto: T105074
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ERASMO SHALLKYTTON
Caxias - Maranhão - Brasil
4168 textos (2055217 leituras)
1 áudios (971 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:16)
ERASMO SHALLKYTTON

Site do Escritor