Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imortal

Na saudade, o encontro do meu eu enternecido
como o breu, olhar entristecido vendo sua pálpebra
entreaberta no vão da porta de uma grande solidão,
na sua volta dentro de um lúgubre caixão.

Eis aqui o sóbrio aparato da memória
que a muito tempo carrego comigo,
essa saudade de ti meu anjo lindo...

Subo às estrelas a cada anoitecer esperando
encontrar-te de braços abertos prestes a me abraçar...
Estou aqui, no mesmo lugar, na solidão
sempre a te esperar!

Que coisa louca é amar... Amar e não encontrar
o Ser querido em nenhum lugar,
acho que Vênus é sua morada... Prefiro sonhar.

Tão longe estás que nunca mais haverei
de te encontrar... Tchau querida titia
foram suas últimas palavras e eu lhe disse:
- boa viagem meu amor, na próxima irei contigo...

Mas ele seguiu viagem até o outro lado da vida.
Hoje, haja coração para tamanha saudade, o escárnio
da violência nos tiram os entes mais queridos!
                                         
                                      Nina_2000/12/30
Nina
Enviado por Nina em 29/01/2006
Reeditado em 08/03/2006
Código do texto: T105663

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nina_Tupã - SP/ nininha_1308@hotmail.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nina
Tupã - São Paulo - Brasil
726 textos (41734 leituras)
2 e-livros (96 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:04)
Nina