Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEIRA

lisieux

Pó vermelho recobre o chão
maquiagem, rouge,
troupe que caminha

Destinos indecisos,
pés, memórias,
pisam folhas mortas
e as histórias
se confundem
carroussel,
roda gigante...
ora acima,
ora
a
b
a
i
x
o
ora..........adiante.

Águas que desabam
em torrente,
nublam, alisam, lavam
mãos e mentes
e molham sem parar
sedentos lábios,
que nunca foram, de fato,
saciados...

Depois do temporal
ressurge o sol
de luz potente...

Olhar demente
segue partículas
que se ajuntam...

Cósmica poeira atemporal
que faz com que
o passado e o presente
se confundam...

BH - 23.01.06
00h25m
lisieux
Enviado por lisieux em 15/02/2006
Código do texto: T112161
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:46)
lisieux