Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Filho de Minas

Filho de Minas

Rede armada na varanda
teto de estrelas
estrada de pó.
Vales e serras
terras de Minas,
jamais termina o meu cantar.

Violões e fogueiras
meninas faceiras
cachaça e poesia
serenata e cantoria
ventos gelados
“prôs” lados de Minas,
jamais termina meu caminhar.

Ouro e história
sonhos de liberdade
minha cidade
não é uma só.
Pó da estrada
rincões e paradas
nas vaquejadas
das Minas Gerais.

Nos tempos d’El Rey
calei minha voz.
Fiz-me conspirador,
nasceu a revolução
nas violas do trovador.

Minha cidade
não é uma só
não tem nome nem fronteiras
segue as carreiras
do gado e das estrelas.
Minha cidade não é uma só.
Limites? Jamais!
Minha cidade
é toda Minas Gerais.

Mauro Gouvêa
Ouro Fino, 17 de março de 1986
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 01/04/2006
Código do texto: T132154

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
432 textos (56513 leituras)
3 áudios (837 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:35)
Mauro Gouvêa