Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mundos Distantes

Longínquos amantes se amando,
eu lua nua solitária despertando
no lago negro sideral iluminado,
tu, ardente lampejo em potencial,
semeando belo dourado auroreal,
que arrebata imensa paixão vital!
 
Mistério nos separa os espaços,
enquanto eu sonho, teus braços
me estreitam em doces regaços.
Sigo em minha frota aventureira,
e tua brasa me torna tua parceira,
nos dias que parecem noites frias,
 
ou em noites ensolaradas de alegrias,
tuas mesclas dourando um azulado,
meu tom que parece o falso gelado,
arde porém o coração despedaçado,
pela separação que aliena o mundo!
 
Sol amado, desnuda minhas faces
esperando teu meigo olhar de rei,
restaura minhas fases e as preces,
que a teu lado eternamente farei!
 
Dormes quando acordo tristonha,
por saber-te oposto à vida minha,
suplico-te,noite destas,não te vás
para banhar-me a tua santa paz!
 
A seguir, o mesmo farei a postos,
o dia inteiro não me verá dormir,
nem as maré cheias ou os ventos
me impedirão de contigo partir!
 
Oh, de noite em noite estico as mãos
de malha amorosa em doce pescaria,
espichando dedos por todos os vãos,
a tocar tua boca sedosa  de fantasia!
 
Num dia, quiçá, numa noite talvez,
nem sol ou lua com lume de agora;
um corpo celeste único em altivez,
parido do nosso amor que suspira,
 
querendo reinar no  encantamento
que clama meu aflito pensamento
de lua nova, em constante procura
do meu sol, que a distância supera!

Santos-SP-01/04/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 01/04/2006
Código do texto: T132275
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:39)
Inês Marucci